top of page

­čĹę­čĆ╗ÔÇŹÔÜĽ­čĹĘÔÇŹÔÜĽSINTOMAS DE C├éNCER DE COLO DE ├ÜTERO

Normalmente n├úo existem primeiros sintomas do c├óncer de colo do ├║tero, sendo que a maioria dos casos ├ę identificado durante o exame de papanicolau ou apenas nas fases de c├óncer mais avan├žado. Assim, al├ęm de se saber quais os sintomas do c├óncer de colo do ├║tero, o mais importante ├ę fazer frequentemente consultas ao ginecologista para realizar o papanicolau e iniciar o tratamento precoce, caso seja indicado.

Por├ęm, quando provoca sintomas, o c├óncer de colo do ├║tero pode causar sinais como:

Ôťö´ŞĆSangramento vaginal sem causa aparente e fora da menstrua├ž├úo;

Ôťö´ŞĆCorrimento vaginal alterado, com mau cheiro ou colora├ž├úo marrom, por exemplo;

Ôťö´ŞĆDor abdominal ou p├ęlvica constante, que pode piorar ao usar o banheiro ou durante o contato ├şntimo;

Ôťö´ŞĆSensa├ž├úo de press├úo no fundo da barriga;

Ôťö´ŞĆVontade de urinar mais frequente, mesmo durante a noite;

Ôťö´ŞĆPerda r├ípida de peso sem estar fazendo dieta.

J├í nos casos mais grave, em que a mulher apresenta um c├óncer de colo de ├║tero avan├žado os sintomas podem ainda surgir outros sintomas como cansa├žo excessivo, dor e incha├žo nas pernas, assim como perdas involunt├írias de urina ou de fezes.

Estes sinais e sintomas tamb├ęm podem ser causados por outros problemas, como candid├şase ou infec├ž├úo vaginal, podendo n├úo estar relacionado com o c├óncer, sendo assim aconselhado consultar o ginecologista para fazer o diagn├│stico correto. Confira 7 sinais que podem indicar outros problemas no ├║tero.

ÔşĽ SINTOMAS DE C├éNCER DE COLO DE ├ÜTERO - O QUE FAZER EM CASO DE SUSPEITA?

Quando surge mais de um destes sintomas ├ę aconselhado ir no ginecologista para fazer exames de diagn├│stico como papanicolau ou colposcopia com bi├│psia do tecido do ├║tero e avaliar se existem c├ęlulas cancer├şgenas. Saiba mais sobre como s├úo feitos estes exames.

O exame de papanicolau deve ser realizado todos os anos, durante 3 anos consecutivos. Se n├úo houver nenhuma altera├ž├úo, o exame s├│ deve ser realizado de 3 em 3 anos.

ÔşĽ QUEM TEM MAIOR RISCO DE TER C├éNCER?

O c├óncer de ├║tero ├ę mais frequente em mulheres com:

ԜŴŞĆ Doen├žas sexualmente transmiss├şveis, como clam├şdia ou gonorreia;

ԜŴŞĆ Infec├ž├úo com HPV;

ԜŴŞĆ M├║ltiplos parceiros sexuais.

Al├ęm disso, mulheres que utilizam anticoncepcional oral por muitos anos tamb├ęm apresentam maior risco de c├óncer, sendo que quanto maior o tempo de uso, maior o risco de c├óncer.

­čö┤ COMO ├ë FEITO O TRATAMENTO

Quase sempre, o tratamento para o c├óncer de ├║tero pode ser feito com coniza├ž├úo, braquiterapia ou radioterapia, mas se estas abordagens n├úo forem suficientes para curar a doen├ža e se a mulher n├úo desejar mais ter filhos, pode-se recorrer ├á cirurgia para retirar o ├║tero, evitando o agravamento da doen├ža.

30 visualiza├ž├Áes0 coment├írio

Comments


bottom of page