top of page

MONONUCLEOSE , DOENÇA DO BEIJO ‘

​Você provavelmente já ouviu falar sobre a doença do beijo, cujos casos costumam aumentar bastante nessa época do ano por conta do carnaval. Esse é o nome pelo qual ficou conhecida a mononucleose, doença infecciosa causada pelo vírus Epstein-Barr, da família Herpesviridae.


O nome popular está relacionado à principal forma de contágio da doença: a saliva. Além do beijo, é possível ser exposto ao vírus por meio de tosse e espirro de pessoas infectadas, ou também pelo compartilhamento de copos e talheres.

Uma vez que entra no organismo, o vírus ataca as células da mucosa do nariz, garganta e faringe, afetando os glóbulos brancos, que são responsáveis pela produção de anticorpos. Em seguida, o vírus se prolifera por meio da corrente sanguínea e pode atingir fígado, baço, medula óssea, pulmões e gânglios linfáticos.


Sintomas

Os principais sintomas da mononucleose são:

Febre alta Dores no corpo Aumento dos gânglios do pescoço e axilas Sudorese Fadiga Inflamação de garganta Inchaço das amígdalas.

Tratamento: A doença pode ser bastante sintomática, mas, como a maioria das doenças infecciosas, o tratamento é apenas para controlar os sintomas e repouso.





3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page