top of page

ūüü† JUNHO LARANJA

Junho Laranja acende alerta sobre prevenção das queimaduras

Profissionais do Hospital da Restauração, no Recife, referência no atendimento e tratamento de queimados, destacam os cuidados para evitar os acidentes

O m√™s de junho come√ßa com alerta em rela√ß√£o √† sa√ļde. Por causa das comemora√ß√Ķes do Dia de Santo Ant√īnio (12), S√£o Jo√£o (24) e S√£o Pedro (29), quando tradicionalmente as fam√≠lias se re√ļnem para acender fogueiras e fazer uso de fogos de artif√≠cio, aumenta a vulnerabilidade em rela√ß√£o a queimaduras, e, consequentemente, o n√ļmero de pessoas queimadas. Por isso, o Hospital da Restaura√ß√£o (HR) e a Secretaria Estadual de Sa√ļde de Pernambuco (SES-PE) aproveitam o dia 6 de junho - Dia Nacional de Luta contra Queimaduras - para conscientizar a sociedade sobre o assunto. Este ano, o slogan da campanha da Sociedade Brasileira de Queimaduras √© ‚ÄėN√£o se choque, eletricidade queima‚Äô.

Em mais de metade dos casos, as queimaduras s√£o acidentes evit√°veis, o que exige aten√ß√£o e cuidado das pessoas, sobretudo nesta √©poca do ano. ‚ÄúTemos de trabalhar cada vez mais a preven√ß√£o desse tipo de acidente, que vai mais al√©m dos cuidados com fogos e fogueiras. As escaldaduras (provocadas por l√≠quidos quentes), o mau uso de eletricidade e a fuma√ßa, por exemplo, tamb√©m s√£o causas comuns de queimaduras que chegam ao nosso servi√ßo‚ÄĚ, afirma o m√©dico Marcos Barretto, chefe do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do HR.

Para ele, as precau√ß√Ķes devem come√ßar dentro de casa, principalmente com as crian√ßas. ‚ÄúManter os pequenos longe da cozinha, onde as pessoas costumam colocar panel√Ķes no fogo, para preparar as comidas. Nunca dar fogos de alto teor explosivo a crian√ßas, porque causam grandes estragos. A venda de fogos a crian√ßas, inclusive, √© proibida‚ÄĚ, alerta Marcos Barretto, que est√° √† frente da CTQ h√° mais de 35 anos.

Entre os adultos, a ingest√£o de bebidas alco√≥licas pode aumentar o risco de acidentes, assim como o mau uso da eletricidade e do manuseio dos fogos de artif√≠cio. ‚ÄúBeber cerveja ou outras bebidas alco√≥licas e acender fogueira n√£o combinam. As fogueiras devem ser baixas, com at√© um metro, e utilizar combust√≠veis adequados para acend√™-las. Temos de evitar tamb√©m fazer os puxadinhos na eletricidade para preparar a ilumina√ß√£o na rua, isso deve ser feito acionando os √≥rg√£os respons√°veis. Lembrar de ler as instru√ß√Ķes antes de utilizar os fogos tamb√©m evita danos, como les√Ķes na pele e a perda de parte ou do membro, por exemplo‚ÄĚ, explica o m√©dico.

Outro alerta do chefe da CTQ do HR √© em rela√ß√£o √† fuma√ßa. ‚ÄúTem um grupo espec√≠fico de pessoas que t√™m problemas e n√£o podem ser expostos √† fuma√ßa, como as asm√°ticas, as que t√™m insufici√™ncia respirat√≥ria e tamb√©m quem tem insufici√™ncia card√≠aca. A fuma√ßa √© t√≥xica e prejudica ainda mais o bem-estar dessas pessoas‚ÄĚ, finaliza. Em caso de queimadura, a orienta√ß√£o √© colocar o ferimento em √°gua fria corrente, cobrir com um pano √ļmido e limpo e procurar o servi√ßo de sa√ļde, para ser feito o curativo adequado, evitando poss√≠veis infec√ß√Ķes.

Ao longo do ano, s√£o atendidas em m√©dia no HR 3 mil pessoas queimadas. Desse total, apenas 2% t√™m como etiologia os fogos. No m√™s de junho, esse n√ļmero torna-se representativo porque chegam 50 pacientes em um per√≠odo de tempo curto, gerando sobrecarga de trabalho para os profissionais e de sofrimento.

‚ÄúO Hospital da Restaura√ß√£o sempre est√° pronto para prestar assist√™ncia a quem necessita. Refor√ßamos os insumos utilizados no tratamento das queimaduras. No entanto, a preven√ß√£o √© a mais importante aliada nossa, porque vai contribuir n√£o apenas para evitar o dano no paciente, e, tamb√©m, a n√£o sobrecarregar o hospital‚ÄĚ, afirma o diretor geral do Hospital da Restaura√ß√£o, Petrus Andrade Lima.

SERVI√áO - O Centro de Tratamento de Queimados (UTQ) do Hospital da Restaura√ß√£o √© refer√™ncia no atendimento e tratamento de queimaduras, com demanda espont√Ęnea. Acolhe, diariamente, entre 8 e 10 pacientes, de v√°rias causas. Localizada no segundo andar do hospital, a estrutura conta com 40 leitos divididos em tr√™s enfermarias (pedi√°trica, feminina e masculina). As equipes multiprofissionais s√£o compostas por enfermeiras (os), t√©cnicas (os) de enfermagem, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, psic√≥logos, nutricionistas e m√©dicas (os) de especialidades como Cl√≠nica Geral, Cirurgia Geral, Cirurgia Pl√°stica e Pediatria. Em alguns casos, de acordo com a extens√£o das les√Ķes, outros especialistas assistem o paciente, como ortopedistas e vasculares.


7 visualiza√ß√Ķes0 coment√°rio

Commentaires


bottom of page