☣ CAMARAGIBE REGISTRA NO DIA 16 DE ABRIL/2020, 63 CASOS POSITIVOS PARA COVID-19 E 6 MORTES

☣ A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) anunciou, no início da tarde desta quinta-feira 16/04 o novo relatório de casos confirmados e óbitos em Camaragibe. Segundo o relatório, o município registra 63 casos confirmados. O número de óbitos seguem em 6.


▶️ PERNAMBUCO


No boletim epidemiológico desta quinta-feira (16.04), Pernambuco confirmou 199 novos casos da Covid-19. Com isso, o Estado totaliza 1.683 ocorrências do novo coronavírus. Desses, 1.095 estão em isolamento domiciliar e 342 internados, sendo 65 em UTI e 277 em leitos de enfermaria. Além disso, o boletim aponta 86 pacientes já recuperados da doença. Até agora, os casos confirmados estão distribuídos por 65 municípios pernambucanos, além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

Também foram confirmadas laboratorialmente 17 novas mortes (8 homens e 9 mulheres), de pessoas residentes no Recife (8), Moreno (1), Vitória de Santo Antão (1), Jaboatão dos Guararapes (1), Aliança (1), Olinda (1), São Lourenço da Mata (1), Arcoverde (1), Amaraji (1), Cabo de Santo Agostinho (1). Os pacientes tinham idades entre 29 e 90 anos, e faleceram entre os dias 12.04 e 15.04. Com isso, o Estado totaliza 160 mortes pela Covid-19. As faixas etárias dos novos óbitos são as seguintes: 20 a 29 (1); 30 a 39 (1); 40 a 49 (3); 50 a 59 (1); 60 a 69 (4); 70 a 79 (5) e com 80 anos ou mais (2).

Dos 17 pacientes que vieram à óbito, 11 apresentavam comorbidades como hipertensão (6), cardiopatia (3), diabetes (6), obesidade (2), insuficiência renal (2), doença de Chagas crônica (1), histórico de acidente vascular cerebral (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Outros 2 não tinham comorbidades e 4 estão em investigação pelos municípios. Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 593 casos foram confirmados e 432 descartados.


As testagens abrangem os profissionais de todas unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal), ou privadas. O Estado foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar os profissionais da área da saúde

21 visualizações